O desafio de saltar o maior comprimento possível acompanha a história do
atletismo desde a Grécia antiga. Inicialmente, a impulsão se dava a partir de uma
espécie de marca (bater) de pedras, sobre o solo plano (skumma), ou com ajuda de
pesos (halteres) que auxiliavam a melhorar os resultados no salto em distância
(Viana, 2007). No salto em distância há uma fase de aproximação seguida da fase
aérea, visando alcançar uma máxima distância. As provas de salto em distância têm
proporcionado grandes resultados para o Brasil e está em crescimento nas escolas
de primeiro e segundo graus, sendo freqüentemente exigida em competições
escolares. Crianças e adolescentes têm aspectos biológicos distintos quando
comparados a adultos, principalmente por estarem na fase de crescimento e
desenvolvimento de seus aspectos físicos, psicológicos e psicossocial. A prática de
atividade física além de melhorar a qualidade de vida atual, também tem o potencial
de influenciar comportamentos futuros. Este trabalho teve como finalidade
determinar qual a distância ideal de corrida que garante um melhor desempenho no
salto em distância em estudantes adolescentes, com o intuito de estabelecer um
parâmetro para o treinamento e contribuir para futuros estudos. A escassez de
estudos específicos nesta área e nesta faixa etária justificaram a realização deste
estudo.