O Real Madrid, ao melhor estilo do ataque que encheu os olhos da Espanha nesta temporada, fez mais uma vítima nesta quarta-feira, venceu por 3 a 0 o Athletic Bilbao e se sagrou campeão espanhol no estádio San Mamés com duas rodadas de antecedência. 

Higuaín, Ozil e Cristiano Ronaldo, que ainda perdeu um pênalti logo no início do jogo, fizeram os gols da noite que será lembrada como o que sacramentou a volta do Real Madrid ao posto mais alto da Liga depois de uma era de domínio do Barcelona comandado pelo técnico Pep Guardiola e pelo três vezes melhor jogador do mundo Messi.

Festa dos jogadores do Real no vestiário do San Mamés após a confirmação do título

 A 32ª conquista impede que o maior rival chegue ao tetra e repita a geração do início dos anos 1990. Impede também que o clube catalão busque alcançar as maiores sequências já estabelecidas na história do Campeonato Espanhol – o Real foi pentacampeão por duas vezes, um na época de Puskás, outro sob comando do artilheiro Hugo Sánchez.

por Paulo Silva Jr, para o ESPN.com.br